Isto sou eu...nem mais nem menos, o eu que a realidade olha mas não vê!
07 de Outubro de 2009

   M: Talvez a dor que me causas-te tenha sido uma aprendizagem para mim, uma lição de vida que apesar de me ter mostrado que a vida não acaba quando um amor se acaba me fechou o coração a novas conquistas e desafios. Instalou em mim o medo da entrega total a alguém. 

   Durante dois anos foste o merecedor dono do meu coração, coloquei-te no seu centro e esqueci até de mim por ti. Não vou dizer que tudo foi mau, não me arrependo de ter gasto dois anos da minha vida contigo. Mas o que é bom em relação ao passado é que fica no passado, guardado no cantinho das recordações. Mas permanece sempre no passado.

   Estar contigo serviu-me, pelo menos, de aprendizagem como disse, aprendi a ouvir e a  ter paciência, aprendi que não me devo entregar por completo a ninguém, que a distância é uma coisa positiva, que ter ideias e vontades próprias não deve ser um problema, que ter um tempo só para mim não deve ser um privilégio mas normalidade, que amor e paixão são coisas diferentes, que um não vive sem o outro, mas que cada um tem que ter o seu momento de expressão. Aprendi que posso dizer que não gosto de uma certa atitude sem ter medo de que pensem que estou a tentar moldar alguém à minha vontade, que não tenho de esconder os meus problemas, lágrimas e frustrações porque todos as temos, que acumular dúvidas não resolve o problema e apenas o arrasta. Aprendi que tenho de ser eu própria e não o que querem que seja, aprendi que quem gostar de mim tem de aceitar-me como sou, apreciar as minhas qualidades e entender os meus defeitos.

   Agora fazes-me olhar para trás e comparar-te com os "tantos" homens que pensas que te sucederam. Surpreende-te, nem tudo o que pensas ser verdade o é de facto. E não, não foram assim tantos os homens que me "encantaram" desde que tu me "desencantas-te". As contas são fáceis de fazer: dois, precisamente. Não é que te deva qualquer tipo de explicações - não somos nada um do outro, para além de amigos, lembras-te?. Mas digo-te na mesma: o D. só me fez ver que era possível esquecer-te, mesmo que não tenha dado em nada e tenha tudo sido tão "curto", o J. fez-me esquecer-te de vez, fez-me ver que o lugar que pensei que ocupasses já não estava lá para ti, era dele!  Talvez pensasses que eras insubstituível e irresistível, talvez achasses que ia esperar que descobrisses se  querias ou não ficar comigo para me apaixonar de novo por alguém, mas já não fazes parte da minha vida e não comandas o meu coração, nem eu o comando para dizer a verdade. Talvez também pensasses que ia olhar para ti de novo como o herói que podia fazer tudo voltar ao que era antes, mas não és. Já correu muita água debaixo da "nossa ponte", da "minha ponte" agora! A verdade é que, quer queiras acreditar ou não, EU já não preciso de TI,  não preciso de TI no NÓS!

   Disse-te inúmeras vezes que vou sempre ter um ombro para te oferecer quando precisares de um amigo, a tua melhor amiga como dizes que sou, mas só. Concordámos à tanto tempo que deixaríamos a nossa história no passado que acredito que não haja mais nada a dizer, mais nada a questionar, está tudo claro, para mim pelo menos está. Por isso, digo-te de novo que tens em mim alguém que continua a gostar muito de ti, apenas de forma diferente, e que vai estar sempre por perto para sorrir com as tuas conquistas e apoiar-te nas derrotas. Do fundo do meu coração, com toda a sinceridade que sempre tive contigo, digo-te que te desejo a maior das felicidades e que espero que consigas encontrar a mulher perfeita para ti. Não corras atrás de possibilidades, o que é teu a ti virá, quando tiver que vir!

 

 

Frase do dia: "Amei-te, Perdi-te e Esqueci-te!"

 

publicado por Luna às 16:43
música: Broken-hearted girl
06 de Outubro de 2009

   Como disse no artigo de ontem, estive no meu refugio. Apesar do tempo não estar favorável a passeios ao ar livre, não fui a única a aproveitar o feriado para recarregar lá as baterias que me faltavam. Destaco no entanto duas raparigas, uma que me deixou a imaginar o que estaria a ler (provavelmente um dos livros da saga "Crepúsculo", digo eu) e outra que me deixou a imaginar no que lhe estaria a passar pela cabeça (a propósito não sei se lhe cheguei a agradecer convenientemente por me ter lembrado do telemóvel se não o tivesse visto tinha ficado sem mais um telemóvel, por isso, obrigada desconhecida simpática). 

   Destaco estas duas pessoas entre tantas outras porque de alguma formam ficaram gravadas no meu pensamento e sonhei com elas. Nem mesmo no meu sonho consegui descobrir o que lia a menina do livro e o que pensava a menina do telemóvel. Espero que, ao contrário do que aconteceu comigo, tenham conseguido recarregar as baterias que precisavam e a chuva lhes tenha trazido, mais do que me trouxe a mim, alguma lucidez.

  

Frase do dia: "Aqui está a verdade sobre a verdade: Dói! Por isso, nós mentimos!"

publicado por Luna às 18:04
sinto-me: Não importa
música: You found me - The Fray
05 de Outubro de 2009

   Voltei ao meu posto de meditação e devo confessar que dei por mim a contemplá-lo de uma forma pouco poética, no entanto por instantes achei que a ideia de "saltar" era razoável, os meus próprios pensamentos assustaram-me.

   Por um lado, ainda bem que tinha os pés colados ao chão!

 

J: Há perguntas a que não posso responder, não porque não quero, mas porque não tenho respostas. Tudo o que eu posso dizer é "desculpa!" por tudo! A criança que eu sou acaba sempre por vencer a adulta que tento parecer, quem quer que ela seja!

publicado por Luna às 20:23
sinto-me: sem comentários...
04 de Outubro de 2009

   Será o medo, a angustia, a ansiedade ou a preocupação? Não sei, mas hoje estou outra vfez assim, com o nervoso miudinho e a lágrima no canto do olho, mas que...treta!

 

publicado por Luna às 23:18
sinto-me: Quase...
música: Tonight i wanna cry

   "Dor. Só tens que lidar com ela. Apenas podes esperar que ela acabe por si só, esperar que a ferida que a causou sare. Não há soluções, não há respostas fáceis, tu só tens de respirar fundo e esperar que passe!"

publicado por Luna às 00:11
música: Forget me Not - Lucie Silvas
03 de Outubro de 2009

...doente!

publicado por Luna às 19:56
02 de Outubro de 2009

   Estou naqueles dias que tu bem conheces Leninha, e tu ainda me fazes chorar. Fazes-me lembrar de tantos momentos, fazes aumentar as saudades que a esta altura já são tantas. Apesar de estares tão longe e de termos fusos horários tão diferentes, que tornam as nossas socializações virtuais tão raras. Mesmo assim manténs-te presente a cada dia e não te esqueças da promessa que fizemos uma à outra antes de partires, a promessa de nos escrevermos regularmente para pôr a conversa em dia. O mesmo não tenho feito eu, que vergonha!  Apesar de estares tão longe sabes sempre o que dizer e quando o dizer. Sabes sempre quando preciso de uma palavra de apoio e de um "wake up call" ou "reality check", como tu própria dizes.

   Mas hoje, lembraste-me de como tudo era, de como eu era, de como a vida era e como eu a via, e apetece-me chorar. Lembraste-me das nossas  conversas e passeios, na altura em que era eu a oferecer o ombro a tudo e todos, a carregar o peso e os problemas de todos nas costas. Disseste-me tantas vezes que não devia fazê-lo que deixei de te dar ouvidos, e acabei por aprender da pior forma que estavas certa. Foi o peso e a preocupação excessiva com os problemas do "mundo" que me rodeava e o descaso da minha capacidade de os carregar e da minha própria vida que me levou ao colapso.

   Em relação à música que me enviaste amiga, gostei! Mas devo dizer-te que é exagerado, nunca fui uma heroína, porque heróis, como disse Jean Giradoux, "Os heróis são aqueles que tornam magnífica uma vida que já não podem suportar". Eu limito-me a aceitá-la como sendo dura e cruel esperando que um dia a consiga ver com outros olhos. Eu nunca fui a heroína de ninguém mas é certo que tenho heróis, anjos da guarda, a tomarem conta de mim e a vigiar cada passo que dou, como tu!  =)

 

 

 

"Quem está para salvar a heroína, quando ela está sozinha e a chorar por ajuda?

Quem está lá para salvar a menina, depois de ela salvar o mundo?

Coloquei toda a minha dor numa garrafa, acho que estou a viver uma mentira

Na minha cabeça eu morro a cada dia, o que me pode devolver a vida?

Uma simples palavra, um gesto, alguém que diga "És Linda!"

Que venha encontrar este tesouro escondido

...

Ás vezes desejo que alguém apareça e me salve

Me salve de mim mesma!"

publicado por Luna às 22:47
sinto-me: Coração de manteiga!
01 de Outubro de 2009

 

   Meu querido convencidinho ^^

 

   Trouxe-te para a minha vidinha confusa para agitar ainda mais o meu mundinho. Tornaste-te num furacão, que devastou tudo à minha volta, os meus pensamentos, os meus sentimentos, a minha saúde mental. Fizeste-me sorrir, fizeste-me querer viver, fizeste-me acreditar de novo =)

   Apesar de seres um 'chato' conseguiste quebrar algumas das minhas barreiras, conseguiste 'ver-me', conseguiste ocupar totalmente o meu pensamento e o meu coração, conseguiste tornar-te no homem que me deixa completamente perdida. Apesar de dar por mim a questionar-me muitas vezes sobre quem é esse homem, e de por vezes a minha opinião sobre ele mudar radicalmente num segundo, ganhaste-me. Conquistaste-me por completo. É impossível não sucumbir aos teus encantos, és tão fisicamente LINDO e tão querido, carinhoso e maravilhoso que é impossível resistir-te, nem a minha irmã te resistiu! És o terror! - Tu percebes-me ;) - O tipo de homem que dá trabalho, no sentido em que é melhor ficar atento às mulheres que te rodeiam, quem ama cuida!

   Adoro conversar contigo até às tantas, mesmo a morrer de cansaço e sono, mesmo com as pálpebras pesadas e a precisar de alfinetes a prendê-las. Apesar de saber das tuas "traições" com a minha querida irmã, de me enganares com falsas inseguranças e chantagens emocionais para me arrancar um elogio, de seres um D. Juan e um quebra corações, gosto de ti! Porque és diferente, porque és especial, porque és um querido, porque és um amor, porque...porque...porque tu és TU!

   Baralhas-me, entusiasmas-me, animas-te, iluminas-me, fazes-me pensar, sonhar, sorrir e chorar (por bons motivos). Como te disse "tu não me aconteces-te por acaso". Chegas-te para me dizer "Estás aqui para ser feliz!", passando a publicidade, gosto de pensar que também é isso que sou para ti... Uma lembrança de que é possível ser feliz, é possível voltar a AMAR!

   Acredites ou não -> Gosto muito de ti José d'A! =)

   Estás sempre aqui ->

 

 

Beijinhos***

 

publicado por Luna às 23:38
sinto-me: Cansada
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
15
16
17
18
20
21
23
25
26
27
28
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
6 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
3 comentários
3 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Muito Bem!
A D. Célia está sempre à tua espera amor.É só apar...
vou. espera para ver! :)3 dias e lá estou eu
Dear princesa, Assim que deixares a Maria e a Mada...
É por isto que eu não me apaixono, não fui talhada...
Declarações a fazer: Estás bonita estás... x DPara...
O Renascimento p/ cada 1 d nós!Ainda bm k acontece...
tb ha km venha ler o k escreves a esta hora ps....
Acho muito bem que ele te faça esses sermões, mesm...
O mau humor cntg n tem lugar LOL És mais do tip...
blogs SAPO