Isto sou eu...nem mais nem menos, o eu que a realidade olha mas não vê!
14 de Dezembro de 2007

   Já lá vão oito dias desde o meu último post, sinceramente tempo é uma coisa que não abunda nos ultimos dias...Ainda bem que alguém se lembrou de inventar aquilo a que chamamos habitualmente de fins-de-semana, senão ia-me declarar como um caso perdido!

 

   Hoje apetece-me falar de coisas simples, aquelas coisinhas que por mais simples que sejam nos fazem sempre ganhar uma parte do dia, ou que por outras palavras nos deixam mais contentes.

   Vinha eu no metro, que se tornou na última semana na minha segunda casa, dada a quantidade de tempo que lá perco, e começei a imaginar de onde vinham e para onde iam as pessoas com que me cruzava, foram alguns momentos de devaneios. Nisto termino a meu longo percurso no metropolitano. Ás 7 da tarde já pouco ou nada se vê, e lá vinha eu com os phones a ouvir musiquinha no inseparável mp3 quando me pus a reparar nas luzes dos carros, nas folhas das árvores, nas pedras da calçada, nas mudanças de posição das sombras ao aproximar e afastar dos candeeiros. Coisas para as quais olho todos os dias mas que nunca vejo. Entretanto, senti frio, desconcentrei-me e não vi mais nada. Cheguei a casa com uma sensação de tranquilidade que não é habitual depois de um dia de trabalho, continuava a ouvir música, apenas com as luzes da árvore de natal, lembrei-me do verão, das brincadeiras, das histórias, dos sorrisos, da casa ao pé praia, do movimento à beira da praia nas noites quentes, e outras nem tanto mas o movimento era o mesmo, no silêncio que se seguia ao fecho dos estabelecimentos comerciais, do silêncio que se seguia ao fecho dos estabelecimentos, de andar com os pés na areia e sentir o vento na cara, das gaivotas, de adormecer ao som das ondas que entra pela janela do quarto.

   Enfim, todas estas coisas nos são "oferecidas", não há dinheiro que as possa comprar, e estes são só alguns exemplos. No entanto podem-nos fazer mais felizes do que um computador topo de gama, um carro cujo dinheiro podia ser usado para alimentar centenas de famílias, a joia mais cara.

   E a si? O que é que o faz feliz?

publicado por Luna às 22:01
sinto-me:
música: Bob Sinclar - Give a lil love
Olaaa,
É verdd, existem essa pequenas coisas que não damos valor e que estao la, dia apos dia....
Mas axo que é normal... A nossa mente esta xeia de problemas e complicações, que faz com nao vejamos o verdadeiramente belo.

BJs**
EA a 15 de Dezembro de 2007 às 14:07
Luna a 21 de Dezembro de 2007 às 20:45
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
6 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
3 comentários
3 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Muito Bem!
A D. Célia está sempre à tua espera amor.É só apar...
vou. espera para ver! :)3 dias e lá estou eu
Dear princesa, Assim que deixares a Maria e a Mada...
É por isto que eu não me apaixono, não fui talhada...
Declarações a fazer: Estás bonita estás... x DPara...
O Renascimento p/ cada 1 d nós!Ainda bm k acontece...
tb ha km venha ler o k escreves a esta hora ps....
Acho muito bem que ele te faça esses sermões, mesm...
O mau humor cntg n tem lugar LOL És mais do tip...
blogs SAPO