Isto sou eu...nem mais nem menos, o eu que a realidade olha mas não vê!
26 de Outubro de 2008

   Dediquei um destes dias para reencontrar velhos amigos e matar saudades dos "bons velhos tempos". Decidi levar para esse reencontro uma amiga que desconhecia a dinâmica do grupo e eis a conversa que resultou de um reencontro que não podia ter sido melhor:

 

Eu - "Então o que é que achas-te dos meus amores?"

 

Amiga - "Eles são muito divertidos. Completamente loucos, mas divertidos"

 

E - "Mas eles são sempre assim e não precisam de beber nada para ficarem alegres"  (risos)

 

A - "Pois não, mas também parecem ter uma relação muito especial."

 

E - "Especial? Porquê?"

 

A - "Não sei, nota-se que gostam mesmo muito uns dos outros e preocupam-se uns com os outros, a sério, sem falsidades"

 

Silêncio...

 

A - "Não sei, por exemplo, o ..?.. parece conhecer-te muito bem"

 

E - "São as únicas pessoas com quem eu nunca tive de fingir ser uma pessoa que não sou"

 

A - "Pois...Fiquei impressionada. Especialmente com ele . Eu conhecia-o de vista mas tinha uma ideia errada sobre ele."

 

E - "Toda a gente tem...Eu própria o odiei durante um ano  e tal"

 

A - "Mas ele estava sempre muito atento a ti e preocupado contigo e queria saber como é

que tens estado e como é que te tem corrido as coisas e tudo mais"

 

E - "Ele passou por alguns momentos complicados e isso aproximou-nos."

 

A - "Se ele não tivesse namorada atrever-me-ia a dizer que não é só amizade. (risos) Achas que um dia vou ter um amigo assim?"

 

E - "Eu odiava-o e de repente tornou-se o meu melhor amigo...A vida é mesmo imprevisível...Pode ser que já tenhas esse amigo mas nunca houve oportunidade de 'testar' essa amizade"

 

A - "Costumas falar muitas vezes com ele?"

 

E - "Nem por isso...."

 

A - "Porquê?"

 

E - "A vida acontece. Estivemos um tempo mais afastados mas apesar de tudo a nossa relação não mudou muito"

 

A - "O que é que aconteceu?"

 

(Gaguejeira repentina...)

 

E - "Nada de especial!"

 

A - "A sério, gostei mesmo do ambiente podes-me convidar mais vezes!" (risos)

 

 

   O que parece uma conversa inofensiva pode tornar-se o combustível para a melancolia/sentimentalismo, o encarar as coisas como elas são sem rodeios, contestações ou subterfúgios. Trouxe à tona lembranças que desejei esquecer e despertou sentimentos "adormecidos". "A vida acontece" e não se pode apagar, os sentimentos dominam-nos e nós limitamo-nos a combatê-los inutilmente e, finalmente, a aceitar que não os podemos mudar só porque sim...

 

 

 

 

publicado por Luna às 22:06
sinto-me:
música: Perto De Ti
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
27
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
6 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
3 comentários
3 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Muito Bem!
A D. Célia está sempre à tua espera amor.É só apar...
vou. espera para ver! :)3 dias e lá estou eu
Dear princesa, Assim que deixares a Maria e a Mada...
É por isto que eu não me apaixono, não fui talhada...
Declarações a fazer: Estás bonita estás... x DPara...
O Renascimento p/ cada 1 d nós!Ainda bm k acontece...
tb ha km venha ler o k escreves a esta hora ps....
Acho muito bem que ele te faça esses sermões, mesm...
O mau humor cntg n tem lugar LOL És mais do tip...
blogs SAPO